Artigos do Padre

13/11/2017 - A HISTÓRIA DO NATAL - O NASCIMENTO DE JESUS

Naquele tempo o Imperador Augusto mandou uma ordem para todos os povos do Império. Todas as pessoas deviam se registrar a fim de ser feita uma contagem da população. Então todos foram se registrar, cada um na sua própria cidade. Por isso, José foi de Nazaré, na Galileia, para a região da Judeia, a uma cidade chamada Belém, onde tinha nascido o rei Davi. José foi registrar-se lá porque era descendente de Davi. Levou consigo Maria, com quem tinha casamento contratado. Ela estava grávida, pelo poder Santo do Espírito, e aconteceu que, enquanto se achavam em Belém, chegou o tempo de a criança nascer. Então Maria deu à luz seu Filho. Enrolou o menino em faixas e o deitou numa manjedoura, pois não havia lugar para eles na pensão (Lc 2, 1-14). Salomão, anteriormente escreveu no livro SABEDORIA que ele mesmo e todos os “Reis” estavam envoltos em faixas. “Fui envolto nas faixas, cercado de cuidados. Nenhum rei iniciou de outra maneira sua existência” (Sb 7, 4-5).

Naquela região havia pastores que estavam passando a noite nos campos, tomando conta dos rebanhos de ovelhas. Então um Anjo do Senhor apareceu, e a luz gloriosa do Senhor brilhou por cima dos pastores. Eles ficaram com muito medo, mas o Anjo disse: “Não tenham medo! Estou aqui a fim de trazer uma boa notícia para vocês, e ela será motivo de grande alegria também para todo o povo! Hoje mesmo, na cidade de Davi, nasceu o Salvador de vocês – o Messias, o Senhor! Esta será a prova: vocês encontrarão uma criancinha enrolada em faixas e deitada numa manjedoura” (Lc 2, 8-20). No mesmo instante apareceu junto com o Anjo uma multidão de outros anjos, como se fosse um exército celestial. Eles cantavam hinos de louvor a Deus, dizendo: “Glória a Deus nas maiores alturas do céu! E paz a terra para as pessoas a quem ele quer bem!”

Neste ciclo de Natal vemos imagens de anjos de todos os tipos: iluminados, de várias cores, grandes e pequenos e cada anjo uma beleza.

PARA REFLETIR

Que sejamos nós como anjos cantando e salmodeando falando entre nós. “Entoai juntos salmos, hinos e cânticos inspirados; cantai e celebrai o Senhor de todo o vosso coração. Em todo tempo e a propósito de tudo rendei graças a Deus Pai, em nome de nosso Senhor Jesus Cristo. Vós que temei a Cristo, submetei-vos uns aos outros.” (Ef 5, 19-21).